Detalhes

Sinais de Fôlego, nas palavras de Jorge de Sena (2019)

RECITAl DE POESIA
«Sinais de Fôlego, nas palavras de Jorge de Sena» fôlego. s. m. 1 ato de inspirar e expirar; respiração; 2 capacidade de manter o ar nos pulmões; 3 ar que se respira; 4 acto de soprar; bafo; hálito; 5 período durante o qual se recuperam forças perdidas; descanso; folga; 6 [fig.] alento, ânimo – de fôlego de grande valor; muito importante; muito trabalhoso; de um fôlego de uma só vez; sem parar; ter sete fôlegos ter grande resistência; tomar fôlego parar para descansar…

O recital Sinais de Fôlego, nas palavras de Jorge de Sena segue as pistas deixadas ao longo dos trilhos da Viagem Literária Jorge de Sena, no âmbito das comemorações do centenário do escritor e integrada na 11.ª edição do Festival das Artes, decorreu a 20 de julho, entre Coimbra e a Figueira da Foz. Nessa senda, este recital revisita, nas palavras próprias do autor (desde o romance Sinais de Fogo a vária da sua poesia), o caminho do seu achamento como poeta - inspirando e expirando o bafo e o hálito, o alento e a folga, o trabalho e a resistência da sua respiração criativa.